domingo, 6 de julho de 2008

SAMBA DIFERENTE

Estou sambando numa corda bamba. Meu amor pediu que eu me vestisse de malandro e cantasse uma melodia diferente. É bem verdade que larguei a cuíca e peguei o tamborim, mas esse novo samba tem sido um desafio. Se me coloco na linha de frente e tento puxar um refrão mais definido, parece que tudo começa a perder a cadência e eu já ouço um canto desafinado. Quando tento acompanhar o ritmo - observadora, parece um eterno aquecimento de bateria. Aí, dá logo vontade de ser passista, que só tem alegria no rosto, paetês e purpurina. Meu amor me pediu mais paciência e me lembrou de que não quer saber de bossa nova, maxixe, nem chorinho. Ele quer me fitar sambando no centro do salão e ver até que ponto domino as palavras. Não tem um pingo de dó de mim, esse menino, compõe no meio da rua, no ponto de ônibus, quando não posso copiar ou gravar suas poesias que falam do meu cabelo, do meu sorriso, dos nossos dias. Só faz isso porque me quer bem... Devo confessar que, com essa nova roupa, estou cantando melhor, acho até que estou mais feliz. Nessa, de ser sambista, já termino a noite com outros sonhos e me despeço do dia com mosaicos de canções. E sigo aplaudindo. Meu amor me deu um samba tranqüilo, que aqueceu meu coração. Aos poucos, deixando de ser passistas. Um dia, mestre-sala e porta-bandeira. Estou sambando Numa corda bamba Meu amor pediu Que eu me vestisse de malandro Que eu fizesse um samba Que ele fosse só alegria Peguei meu tamborim Cantei uma melodia diferente Saí da linha de frente Ele compõe sem dó de mim

3 comentários:

kassianobre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
kassianobre disse...

Sou porta-bandeira de mim!
Nesse desfile, desde a concentração muitos foram os temores. Ainda maior foi a vontade do desconhecido, de sentir a bateria tocando sem atravessar a harmonia...
É puro samba, pura dança, arte, folia...que frio na barriga !
Eu quero rodar essa bandeira da liberdade bem no meio da avenida. Afinal, sou porta-bandeira de mim e esse é meu encantamento pela vida. Liberdade!!!

Rivison disse...

"...quem samba com Molejo, samba diferente, viu?... quem samba com Molejo, samba diferente, viu?... eu vou lhe ensinar como é que se faz... coloque as duas mãozinhas pra frente, vai vai vai vai..."